Duas ferramentas para alimentar a criatividade e resolução de problemas

Sempre que preciso de ter novas ideias ou encontrar soluções para algum desafio, sinto que ficar sentada à frente do computador me bloqueia. É como se a postura do dia-a-dia me limitasse a capacidade de ter novas ideias, criar um novo fluxo de pensamento.

Para dar a mensagem a mim mesma de que “agora é momento para algo novo”, quebro este ciclo e sempre que posso vou para outro lugar, como se o estar/fazer diferente me permitissem também pensar diferente. Às vezes basta sair da secretária. Noutras preciso de um cenário totalmente diferente.

Neste processo, ajuda-me escrever, rabiscar, desenhar para organizar as minhas ideias. E como as ideias vão crescendo, transformando-se, preciso de apagar, voltar a escrever, olhar para o problema de outra maneira.

Recentemente encontrei duas ferramentas que me ajudam nesse processo e que têm por base o conceito do quadro branco. Para muitos o quadro branco das salas de reuniões sustenta processos altamente criativos. Como nem sempre temos acesso a esse quadro branco, há duas outras soluções que nos trazem flexibilidade. Ambas permitem escrever e apagar sem esforço.

Caderno Ecookbook

ecobookCaderno, em vários tamanhos, feito de um material onde pode escrever e apagar as vezes […]

O coelho que gostava de espinafres

Era uma vez um coelho que adorava espinafres. Todos lhe davam cenouras porque toda a gente sabe que os coelhos adoram cenouras. Mas este era diferente: gostava mesmo era de espinafres e só os tinha comido uma vez na vida. Olhava para as cenouras com um ar desapontado e enfado, eram cor-de-laranja, duras…e o que ele queria mesmo era espinafres que ninguém lhe dava!

Um dia conheceu uma tartaruga. A tartaruga já tinha muitos e muitos anos. Tinha viajado, devagarinho, muito devagarinho mas já conhecia muito do mundo, das pessoas e dos animais.

O coelho contou-lhe da sua tristeza. A tartaruga refletiu por uns instantes e perguntou-lhe “Já disseste a quem te dá cenouras que não gostas? Já lhes disseste que gostas mais de espinafres? Não deve ser assim tão difícil trocarem…”.

O coelho fitou-a com um ar surpreso e impaciente “Não, não vale a pena, não me ouvem”.

“Já lhes perguntaste?”, disse a tartaruga. O coelho acenou que não.

A tartaruga divertida perguntou-lhe “Então, como sabes que não te ouvem se nunca experimentaste perguntar?”

O coelho cada vez mais impaciente respondeu “Não ouvem, não querem saber e isso é muito complicado… íam lá agora arranjar espinafres em vez de cenouras, sempre me deram cenouras”.

A […]

Porque não somos marionetas: novos pontos de vista para quem gosta de coisas simples e que funcionam

Hoje partilho uma ferramenta comportamental que me está a deixar muito entusiasmada já que nos permite olhar para vários tipos de situações de outro modo e encontrar novas soluções. Permite trabalhar áreas como melhorar o nosso desempenho individual e dentro de uma equipa, motivação, comunicação, gestão de conflitos, liderança e vendas. Gosto da ideia de que não somos marionetas e que quando queremos podemos fazer algo para mudar os nossos resultados. Esta ferramenta ajuda-nos a fazer isso.

Esta ferramenta comportamental chama-se DiSC. Neste artigo vou contar-lhe como o DiSC me ajudou há muitos anos e como o DiSC o pode ajudar agora. Aproveite a campanha de lançamento durante Fevereiro e Março!

O meu primeiro contacto com o DiSC

O DiSC é uma ferramenta de desenvolvimento comportamental que descreve os nossos comportamentos em 4 dimensões: Dominância, Influência, eStabilidade Conscienciosidade.objetivo-lua-disc-relatorio

Tive contacto com o DiSC já há alguns anos quando pela primeira vez preenchi o questionário DiSC que consiste num conjunto de perguntas de escolha múltipla sobre os comportamentos que temos com mais frequência.

Lembro-me de ter observado que o relatório que resultou das minhas respostas fazia todo o sentido. Sinto sempre algum desconforto quando me tentam colocar numa “caixinha” de […]

Soluções para alunos graduados (mestrado e doutoramento)

Inspirada na minha experiência como aluna de mestrado e doutoramento e como coach de alunos de doutoramento, ofereço agora algumas soluções estruturadas para ajudar quem está a realizar um mestrado ou doutoramento.

Além dos desafios técnicos, quem faz um mestrado, ou principalmente um doutoramento, depara-se com um conjunto de dificuldades que têm impacto nos resultados. Fiz um questionário recentemente que me ajudou a confirmar que muitos sentem dificuldades de gestão pessoal que os limitam na sua capacidade para ultrapassarem os desafios técnicos. Vinte pessoas que já terminaram ou estão a terminar o doutoramento e 14 que já terminaram ou estão a terminar o mestrado responderam neste questionário que, por vezes, com frequência ou muita frequência sentiram as dificuldades abaixo.

Cada vez mais há alunos que têm consciência que a sua capacidade para lidar com estes desafios e ser capaz de gerir o seu trabalho e energia têm grande impacto na sua criatividade, nos resultados que produzem e no seu bem estar geral e estão dispostos a aprender mais e melhorar nestas áreas.

Para ajudar quem se encontra nesta fase ofereço duas soluções:

  1. Coaching em que realizo um acompanhamento individual completamente adequado às necessidades da pessoa. Esta solução ocorre durante todo […]

Seleção de vídeos no youtube

Convido-vos a visitar o canal do youtube que criei e onde vou colocar:

objetivo-lua-youtube

Como a prática deliberada e o coaching criam profissionais de alto desempenho

A expressão talento está na moda. No entanto, estudos têm demonstrado que o desempenho excecional é o resultado de anos de prática deliberada e coaching e não o resultado de características inatas. Em muitas áreas, a diferença entre um profissional excecional e um profissional mediano não reflete os anos de experiência e prática, insuficiente só por si, mas sim a qualidade dessa experiência. Embora em áreas como a música ou desporto de alta competição se procure a experiência da prática deliberada e apoio de treinadores/coaches, é raro isso acontecer em áreas por exemplo mais cognitivas. Este artigo explica o que distingue o que se designa por prática deliberada da experiência profissional diária e como ela permite aos profissionais cognitivos atingir patamares de alto desempenho.

O pico de desempenho para além do qual é difícil sustentar ou melhorar

Profissionais cuja atividade se baseia no seu conhecimento e capacidade intelectual desenvolvem as suas capacidades rapidamente nos primeiros anos de carreira até que, em geral, atingem um nível de desempenho para além do qual é difícil sustentar ou melhorar sozinhos. Nesse momento, já aprenderam as técnicas necessárias para o seu trabalho, já erraram e aprenderam com os seus erros, já tiveram a oportunidade de […]

O que é a PNL e porque é que anda tanta gente a falar nisto?

Há uns tempos atrás não sabia o que era a Programação Neuro-Linguística (PNL) e quando comecei a estudar este assunto não tinha ideia de como algumas ferramentas tão simples poderiam transformar o modo como olhamos para o mundo, nos comportamos e comunicamos para atingirmos melhores resultados em várias dimensões da nossa vida. As ferramentas da PNL podem melhorar por exemplo o modo como nos relacionamos, como lidamos com as nossas emoções, como comunicamos, como criamos hábitos e alteramos comportamentos ou como podemos melhorar os nossos resultados profissionais.

A proposta da PNL é estudar a mente e como pensamos (neuro), como comunicamos connosco e com os outros e o impacto que isso tem (linguística) e como é que podemos trabalhar os nossos pensamentos, comunicação e comportamentos (programação) para nos sentirmos como desejamos e realizarmos o que queremos.

Tenho vindo a estudar e praticar PNL há alguns anos e encontrei aqui uma abordagem estruturada para lidar com os desafios nem sempre estruturados da nossa vida. Como coach, recorro a estas ferramentas com frequência.

Mas afinal do que se trata?

Imagine que vivemos dentro de uma caixa e vemos, ouvimos e sentimos o mundo através dessa caixa. Aquilo que nos chega será uma representação da […]