O meu primeiro livro impresso e o mito do ano novo, vida nova

Já há muito tempo que gosto de escrever (inclusive e-books) e tenho sempre a intenção de poder ajudar quem lê a aprender e a transformar algo na sua vida. Senti no entanto um gostinho especial ao ver impresso o pequeno livro “Transforme os seus hábitos” que escrevi sobre como podemos alterar os comportamentos de que não gostamos ou criar os comportamentos que queremos ter.

Este livro resulta de estudar, experimentar e observar que muitas vezes nem pensamos no que fazemos e que vivemos num modo de piloto automático. O nosso piloto automático é um mecanismo de sobrevivência do nosso cérebro para poupar energia e nos deixar focar em coisas importantes. Já imaginaram o que seria estarmos constantemente a avaliar tudo o que fazemos e nos rodeia?

Nesse processo automatizámos não só coisas triviais como conduzir mas também coisas que fazemos, pensamos, sentimos, dizemos e não gostamos. Eu pelo menos tenho algumas. São boas notícias quando pensamos em mudar isso pois significa que já tomámos consciência de que essas coisas acontecem e queremos melhorar. O passo seguinte é lidar com automatismos já instalados em nós pela força da repetição de comportamentos dia após dia. É por isso que tantas vezes é difícil […]

Reduza o stress criando momentos de serenidade

Aproveite as férias e o contacto com a natureza para encontrar a serenidade que nem sempre está presente no dia-a-dia. Esta é uma das ferramentas mais poderosas para sair do ciclo de stress em que muitos nem percebem que estão. Partilho algumas passagens do livro “A voz da serenidade” de um dos meus autores favoritos, Eckhart Tolle.

A verdadeira inteligência trabalha silenciosamente. Na serenidade, encontramos a criatividade e a solução para os problemas.

O ruído exterior equivale ao ruído interior proveniente do pensamento. O silêncio exterior equivale à serenidade interior.

Sempre que houver algum silêncio à sua volta – escute-o. Isto é, repare nele. Preste-lhe atenção. Ouvir o silêncio desperta a dimensão de serenidade que há dentro de si, e só através da serenidade é possível aperceber-se do silêncio.

Repare que, no momento em que nos damos conta do silêncio, não estamos a pensar. Estamos conscientes, mas não estamos a pensar.

Observe uma árvore, uma flor ou uma planta. Deixe que a sua consciência se detenha nelas. Veja como estão tranquilas, tão profundamente enraizadas no Ser. Deixe que a Natureza o ensine […]