6 lições para tirar partido do calendário digital

Hoje em dia os calendários digitais ajudam muitos a:

  1. esvaziar o cérebro de informação que ocupa espaço mental e consome energia que pode ser usada para outras coisas mais criativas;
  2. lembrarem-se do que têm para fazer cumprindo prazos;
  3. realizar objetivos.

Neste pdf vai encontrar algumas dicas para usar o seu calendário digital (vamos aplicar estas dicas com o calendário do Outlook e Google).

Afinal é grátis ou paga-se? 

Este pdf é uma oferta. Pode aceitá-la inserindo 0 na caixa “Escolha o que quer pagar” ou, se quiser apoiar este trabalho, pode também contribuir com a quantia que fizer sentido para si com base na sua generosidade e disponibilidade. A escolha é sua. Pague o que quiser. Mesmo. 🙂

DESCARREGUE AQUI O PDF.

O segredo das pessoas de “sucesso” para percorrerem o ciclo da vida

Acabámos de entrar no ciclo de um novo ano o que é inspirador para muitos. É um momento de recomeço, de novas intenções, de começar do zero.

Hoje proponho-lhe que este ano reconheça também a importância do ciclo semanal.

Partilho consigo este vídeo cuja mensagem me atrevo a transformar.

Todos nós, se não tivermos cuidado, percorremos a vida limitados a trilhos. Se os trilhos nos servem, isso é ótimo! E se não nos servem? E se há outros trilhos que nos servem mais?

Reconhecer a importância do ciclo semanal ajuda-nos a ir progressivamente olhando para esses trilhos e avaliando se nos estão a servir ou não.

Uma das estratégias aconselhadas pela maior parte das pessoas que anda “nisto” da descoberta de como termos melhores resultados e sermos mais felizes, aconselha a criação de um momento semanal em que paramos (!) para refletir.

Já o faço há anos e nem imagino a minha vida sem isso.

Neste momento, semanalmente, olhamos para a semana que passou e avaliamos como correu (as coisas boas e as menos boas) focando-nos na aprendizagem e não no fracasso.

É essencial perguntarmo-nos “o que poderia ter feito diferente ou vou fazer diferente?” pois se não o fizermos […]

Ebook com artigos de 2018

Já passou a ser uma tradição anual compilar num pequeno ebook alguns dos artigos que escrevo no blog Objetivo Lua.

O critério da escolha este ano foi aqueles que me deram mais prazer escrever. 🙂

Pode descarregar aqui o ebook de 2018.

Leia tudo o que quiser

Já falei noutro artigo sobre como nos últimos meses tenho lido muito mais optando pelos audiobooks que me permitem aproveitar as viagens.

Contrariando os meus preconceitos, consigo manter-me concentrada (só é mais difícil para livros muito técnicos ou mais estruturados). Quando não percebo bem, volto uns segundos atrás ou faço uma pausa para processar melhor alguma ideia.

Entretanto, desde a altura que escrevi esse artigo, comecei a usar uma aplicação onde tenho acesso a um número ilimitado de audiobooks e livros recentes. Tem também livros em português.

Se se inscrever neste link tem acesso a 2 meses grátis em que pode avaliar se vale a pena fazer a subscrição. Se lê muito e está confortável com o inglês, aconselho vivamente. O valor mensal é $8.99/mês (embora vão aparecendo promoções e provavelmente isso vai acontecer quando chegar ao fim dos 2 meses grátis).

Boas leituras!

E deixo a ideia: se oferece prendas a alguém que gosta muito de ler, ofereça esta subscrição. 🙂

Ganhar algum tempo com tarefas semelhantes

Uma maneira de nos organizarmos para ganharmos tempo é juntarmos tarefas semelhantes. No dia-a-dia já fazemos isso como quando tratamos de vários assuntos na rua ou compras no mesmo dia.

No trabalho também podemos fazer isso juntando vários assuntos semelhantes e tratando-os todos de uma vez em lote (batch).

Hoje deixo-lhe uma sugestão para fazer isto com tarefas que chegam por e-mail.

Por exemplo, imagine que recebe vários e-mails que requerem o mesmo tipo de tratamento ou serem tratados na mesma altura. Crie uma pasta onde vai colocando esses e-mails e no momento certo vá lá tratar.

Vou dar-lhe alguns exemplos no meu caso:

  • Pasta onde coloco as faturas de despesas profissionais que me chegam por e-mail. No fim do mês processo esses e-mails, junto as faturas e envio à contabilista.

  • Pasta onde coloco por exemplo vários orçamentos que estou a analisar. Quando tiver todos os orçamentos, faço a análise.

  • Pasta onde coloco todas as confirmações de pagamentos ou pedidos de inscrições em cursos e uma ou duas vezes por dia trato de tudo de uma vez.

Nalguns casos até se pode tirar partido das regras que colocam automaticamente os e-mails nessas pastas. A única […]

Pst! Sai daí!

Já lhe aconteceu começar a fazer algo como uma tarefa importante que requeria concentração ou até a ler um livro e de repente percebe que algo o levou a distrair-se com algum conteúdo online ou uma conversa nas redes sociais?

Hoje em dia temos muita informação disponível e oportunidade de interagirmos com pessoas o que é ótimo mas muitas vezes entramos em piloto automático e tudo isto nos afasta de outras coisas também importantes.

Do ponto de vista profissional isto pode tomar uma dimensão nefasta já que estas pequenas distrações levam-nos a ser menos eficientes acabando por demorar 20% a 30% mais de tempo a fazer as nossas tarefas…e depois não sabemos para onde vai o tempo.

A dificuldade é que estamos programados para procurar este tipo de atividades já que nos fazem sentir bem.

Quem tem esta consciência usa a força de vontade (é o mesmo processo de resistir a uma guloseima) só que isso gasta energia emocional necessária. Podemos no entanto criar condições que limitem ou dificultem o acesso a estas tentações.

“Bolacha comprada, bolacha comida!”. Não ter guloseimas em casa é o ponto de partida para quem quer reduzir o açúcar. Calma! Não lhe estou a dizer para desinstalar as aplicações […]

O que tirei do método “faça bem as coisas” (GTD)

Um dos métodos de gestão de tempo mais conhecidos e usados hoje em dia é o “Getting Things Done – GTD” criado por David Allen em 2001. A tradução em português, pelo menos do livro, é “Fazer bem as coisas” cujo título pode induzir em erro ou inspirar valores mais altos porque fazer as coisas não significa fazê-las bem.

Este método tem vindo a ser atualizado mas essencialmente promete trazer foco, estratégia na capacidade de cumprir objetivos, criatividade e tranquilidade (isto da tranquilidade acrescento eu porque é o que sinto).

Pessoalmente não uso este método “by the book” mas incluo muitos dos seus conceitos fundamentais na minha própria gestão de tempo e organização pessoal. E hoje quero falar disso mesmo, dos grandes insights que o GTD me trouxe já nem me lembro bem quando…mas provavelmente num momento de desespero do tipo “arrrggghhhh para onde é que me viro”.

CAPTURAR…antes de fuja?

Um dos conceitos base do GTD é o da captura das coisas para fazer: escrevo as coisas para fazer, ideias, etc. das mais pequenas às maiores para criar espaço mental. Aqui uso várias ferramentas:

  • Caderno que tenho sempre em cima da secretária. Inicio cada dia numa página em branco, e escrevo do […]

O segredo do alto desempenho ao longo do dia

“O tempo não é a coisa principal. É a única coisa.” Miles Davis

É assim que começa um dos melhores livros que li nos últimos tempos sobre O TEMPO.

Daniel Pink mostra-nos resultados surpreendentes no seu mais recente livro “Quando: Os Segredos Cientificamente Comprovados do Timing Perfeito”.

Neste artigo vou partilhar algumas das ideias mais inovadoras e práticas do livro para obter já resultados. Mas aconselho a que leia o livro, em particular se gere equipas.

O quê e quando: o segredo do alto desempenho

A maior parte das pessoas tem alguma noção de que a sua energia varia ao longo do dia. Alguns até dizem que são cotovias (funcionam melhor de manhã) e outras corujas (funcionam melhor à noite).

Daniel Pink traz-nos as evidências científicas do padrão desta variação e de como podemos tirar partido do conhecimento desse padrão para melhor desempenho.

Já há muito que trabalho este tema nos meus cursos de gestão de tempo: aproveitar o pico de energia e concentração para fazer tarefas importantes que requerem…energia e concentração!

O que este livro me trouxe de novo foi a perceção de que há padrões da variação do estado ao longo do dia, que há tarefas mais adequadas a alguns períodos de tempo e como […]

O barato sai caro e não se vê no Excel

“O barato sai caro!” é uma frase tão corriqueira e no dia-a-dia muitas vezes, com a pressão de reduzir custos financeiros, de termos “Exceis” e Dashboards cheios de indicadores positivos, pomos em causa coisas que não se podem medir como a produtividade ou a satisfação das pessoas.

Vou dar-lhe um exemplo muito simples. No meu trabalho preciso de imprimir vários materiais para os participantes nos meus cursos (eu sei, não é muito ecológico mas por outro lado a escrita à mão é uma ferramenta poderosa para apoio na reflexão). Às vezes a impressora passa uma manhã a imprimir…trrrrr…trrrr…trrrrr

No início da minha atividade, armada do meu Excel de análise financeira e de objetivos de cortar custos não essenciais, escolhi uma marca de papel mais barata. Papel é papel! Em tudo semelhante ao das marcas mais caras. Parece…mas não! Encravava, juntava folhas e não só obrigava a imprimir algumas coisas segunda vez como obrigava a um maior acompanhamento e verificação.

Tempo…é dinheiro. Resolvi experimentar outra marca de papel mais cara (já agora passo a publicidade estou a usar a marca Navigator). E o problema acabou. Como quantifico o ganho? Em euros? Não fiz a conta. Em tempo, algum e tempo perdido (e irritação […]

A estratégia mais eficaz para chegar onde queremos

Quer chegar a algum sítio? O “sítio” de cada um pode ser algo como forma física, saúde, qualidade das relações, aprendizagem, progressão profissional, desempenho.

Na vida como se chega a um sítio? Indo.

Indo como? Tipicamente um passo depois do outro.

O passo pode ser pequeno? Pode!

Muitos passos pequenos o que criam? Um caminho.

O caminho onde leva? Ao “sítio”.

Pronto.

Quer ler/aprender mais? Comprometa-se consigo mesmo a ler um capítulo por dia ou 30 minutos por dia.

Quer aumentar a sua resistência física? Comece por andar 30 minutos. Vá incluindo pequenos períodos de corrida. Procure na net planos de treino para essa progressão.

Quer mudar de emprego? Invista 30 minutos por dia a fazer o necessário para isso acontecer como atualizar o seu CV, fazer contactos, procurar oportunidades.

“Ahhh 30 minutos não dá para nada”. Não dá?

Fazendo as contas: são 3 horas e 30 minutos por semana.

Ao fim do ano são 182 horas. O que equivale a 4 semanas e meia de 40 horas de trabalho.

Passo a passo…faz-se o caminho.