A lei dos 80/20, também conhecida por lei de Pareto, diz-nos que 20% das causas geram 80% dos resultados.

Estes números são mais ou menos indicativos mas sugerem coisas como 20% dos clientes geram 80% das vendas ou 20% dos problemas geram 80% das reclamações.

Esquecendo os números específicos, percebemos que podemos aumentar os resultados (vendas, reduzir reclamações, satisfação pessoal) com menos esforço se investirmos nos 20% que geram a maior parte dos resultados.

Em vez de investirmos em tudo ou em coisas que não trazem muito resultado, descobrir quais são aqueles 20% que potenciam os resultados levam-nos a agir com menos desperdício de energia.

Hoje proponho-lhe que use esta metodologia para refletir sobre (1) as áreas que gostava de desenvolver na sua vida ou (2) as coisas que lhe trazem “dor” na sua vida.

“Arrume” esses temas numa matriz consoante o resultado que tragam e o esforço que precisa para desenvolver essa área.

É certo que quantificar o resultado e o esforço pode não ser fácil. No entanto, conseguirá com certeza uma arrumação relativa que lhe ajudará a priorizar onde “atacar” primeiro. Para avaliar o esforço pense por exemplo no tempo, energia e investimento financeiro.


Pode pensar em temas relacionadas com desenvolvimento como:

  • aprendizagens
  • projetos profissionais e pessoais
  • coisas que o nutrem e lhe fazem bem
  • estratégias para gerir melhor o tempo
  • relações que o alimentam

Ou olhar sob a perspetiva de que coisas lhe trazem “dor” (e aqui mais resultado é mais “dor”):

  • comportamentos interpessoais que adota e não lhe servem
  • comportamentos que consomem energia e saúde
  • relações difíceis

Olhando para a matriz que criou, quais os temas que sobressaem? Quais as áreas em que pode começar a investir o seu esforço e verá melhores resultados?