Lembre-se do comportamento ou hábito que quer adotar

“Quero ser mais paciente e ouvir os outros”.

“Quero estar mais focado”.

“Gostava mesmo de me sentir tranquilo”.

“Quero fazer mais pausas ao longo do dia.”

“Quero estar mais consciente”.

“Quero beber mais água”.

Quero, gostava…e o dia passa e não fazemos!

Isso é muito natural porque na maior parte das vezes é difícil contrariar o piloto automático. Muitas vezes a dificuldade extra é que nos esquecemos destes nossos objetivos.

Tenho uma sugestão para si: crie uma frase ou palavra que o lembre do que deseja e defina-a como palavra passe para aceder ao seu computador. Assim, cada vez que se ligar vai-se lembrar. Quantas mais vezes se desligar e ligar (e basicamente se não o faz, devia sempre que sai de perto do seu computador), mais se vai lembrar.

Se achar que esse tipo de palavra passe é fraco porque tem de ter muitos números e símbolos esquisitos, descubra quantos anos são necessários para descobrir a sua palavra passe neste site.

Dois hábitos das pessoas ocupadas e de alto desempenho

Nós somos o que repetidamente fazemos. A excelência não é uma ação mas um hábito. Aristóteles.

Gosto muito desta frase porque cada vez mais acredito que a nossa capacidade de realizarmos aquilo que queremos, de termos as relações que queremos, de nos sentirmos como queremos depende da nossa capacidade de criarmos hábitos QUE NOS SIRVAM.

Muitos de nós têm medo dos hábitos e vêem a rotina como algo maçador. No entanto, não percebemos que muito, mas mesmo muito (estudos indicam que mais que 40%), do que pensamos, sentimos e fazemos está em piloto automático, são rotinas internas que criámos ao longo do tempo. E algumas, senão muitas, não nos servem e até nos afastam do que queremos.

Um dos caminhos para transformar alguma área da nossa vida é transformarmos algo que fazemos diariamente. Coisas pequenas que ao entrarem na nossa rotina passam a fazer parte de quem somos e já nem gastamos energia a pensar nisso.

Hoje não quero falar sobre como os hábitos funcionam mas sugerir-lhe dois que pode integrar no seu dia-a-dia e o vão ajudar a sentir-se mais realizado, mais descansado e até com mais tempo.

Ofereça alguns minutos a si mesmo logo quando acorda

Muita gente começa o dia […]

Como resistir à tentação

Resposta rápida: remover a tentação.

Todos nós somos “tentados” no dia-a-dia por coisas que gostaríamos de conseguir evitar.

Alguns de nós são tentados por comida.

Outros por distrações.

Outros por comportamentos que não nos servem.

Resistir à tentação é difícil porque implica gastar energia.

Chamamos a esta energia FORÇA DE VONTADE. Muitos de nós acreditam que ter ou não força de vontade é uma característica inata e pessoal mas isso não é verdade.

De uma maneira muito simplista considere que, tal como a força muscular, a força de vontade se gasta ao longo do dia (como? quando se usa!) e pode ser fortalecida.

Mas hoje não quero falar-lhe de como fortalecer a força de vontade. Quero deixar-lhe a sugestão mais simples para nem ter de a usar (e gastar).

Se a tentação não existir é muito, muito, muito mais fácil não nos deixarmos seduzir por ela.

Remova as tentações do seu ambiente

Por exemplo, se tem dificuldade em resistir à tentação de doces a solução é nem os comprar. “Bolacha comprada, bolacha comida!”. (E se a desculpa é que precisa de ter estas coisas em casa por causa das crianças, aconselho-o a ver a reportagem “Somos aquilo que comemos”. )

Se tem dificuldade em resistir à tentação de […]

Sugestão de rotina para aprender e focar-se no que quer

Se pensa seriamente (mas só se for seriamente) em melhorar alguma área da sua vida, deixo-lhe a sugestão de começar a escrever um diário.

Muitos de nós quando pensam num diário, pensam no registo do que nos acontece no dia-a-dia mas não é necessariamente isso. Muitos escritores, cientistas, artistas e outros profissionais mantêm um diário como para os ajudar a refletir sobre o modo como estão/se sentem no mundo, explorar ideias e focarem-se nos resultados que pretendem.

Pensar escrevendo tem a capacidade quase mágica de clarificar e organizar os nossos pensamentos. A escrita remove blocos mentais, entretendo o hemisfério esquerdo e libertando o direito para nos conhecermos melhor, ao mundo à nossa volta e vermos caminhos ainda não explorados.

Alguns estudos sobre este tema sugerem que quem mantém um diário lida melhor com situações de stress, sente menos ansiedade, aumenta o foco e capacidades cognitivas.

Pode aproveitar o início do ano para criar a rotina de algo muito simples como por exemplo escrever no início do dia as coisas que quer realizar, ou como se quer sentir, ou focar.

Resumindo: quais são as suas intenções para esse dia que pode ser qualquer coisa tão simples como sentir-se tranquilo, energético ou realizar algo específico.

Quando trazemos […]

Nova edição do curso online Treino da mente para gente ocupada

Hoje lanço a nova plataforma de cursos online onde vou passar a disponibilizar cursos para conseguir chegar até a quem está mais longe. 🙂

Aproveito para estrear esta plataforma com a segunda edição do curso “Treino da mente para gente ocupada”. A primeira edição teve cerca de 600 participantes o que me deixou muito contente.

Se se quiser inscrever na segunda edição, pode fazê-lo aqui até dia 14 de julho.

 

Procrastinando a procrastinação. Ajuda-me?

Na maioria dos cursos que entrego, seja qual for o tema, há sempre alguém que fala da procrastinação. Alguns não sabem o que o termo quer dizer mas sabem fazê-lo.

Todos nós procrastinamos.

Procrastinamos quando adiamos o que temos para fazer. Fazemo-lo com tarefas profissionais e pessoais. Fazemo-lo com coisas grandes e pequenas.

Às vezes é mesmo bom procrastinar algumas coisas já que há outras mais importantes para fazer com o nossos tempo. E na realidade há coisas que se não fizermos a vida continua.

No entanto, por vezes procrastinamos coisas importantes ou isso faz-nos desperdiçar tempo.

Às vezes enquanto procrastinamos sentimo-nos mal pois a voz na nossa cabeça faz-nos sentir culpados por não estarmos a fazer aquilo que estamos a procrastinar.

Depois do verão vou lançar um curso online só sobre este tema para ajudar quem procrastina…e quer deixar de o fazer.

Prometo que não vou procrastinar a produção deste curso 🙂

Para preparar este curso preciso da sua ajuda. Conte-me que tipo de coisas procrastina. Alucino que só de responder a este questionário vai ficar com umas ideias sobre os seus padrões.

Ajuda-me?

Pode procrastinar a resposta ao questionário e também pode responder já.

São 5 minutos.

Qual vai escolher?

Vai escolher ajudar-me e clicar aqui ao […]

Como fazer o tempo esticar

Na realidade não precisamos de fazer o tempo esticar. Isto é uma impossibilidade física que nos deixa sem recursos. Precisamos é de criar condições para realizar o que desejamos. Vou partilhar uma estratégia para aumentar a probabilidade de que isso aconteça.

O plano saiu furado!

Algumas pessoas que fazem as minhas formações na área da gestão de tempo começam entusiasmadas a planear e a organizar-se de maneira diferente. Passados alguns dias, a “vida acontece” e começam a ficar frustradas porque não conseguem cumprir o seu planeamento.

É uma das mensagens mais importantes que passo é que parte do “sucesso” da gestão de tempo é aprender a (1) aceitar que vão sempre acontecer coisas inesperadas que nos afastam do nosso plano, a (2) sermos flexíveis quando isso acontece e adaptarmo-nos e a (3) aprendermos com o insucesso.

Isso não deve ser no entanto desculpa para deixarmos de planear e organizarmo-nos.

De manhã é que se começa o dia?

Como por vezes não conseguimos prever o que vai acontecer, há uma estratégia que a maior parte dos especialistas defendem e que tenho adotado e visto adotar com muito sucesso: fazer as coisas mais importantes logo de manhã.

Quando deixamos as coisas importantes mais para meio ou fim do dia, […]

Descobrindo para onde vai o tempo

“Não é que tenhamos pouco tempo, nós é que o desperdiçamos.” Sêneca

Um dos meus objetivos para este ano é investir menos tempo nas redes sociais e usar esse tempo para outras coisas que são importantes para mim.

Como a força de vontade é um recurso finito, tenho usado algumas soluções digitais para me ajudar nesta área. Noutro artigo já tinha falado de algumas soluções que bloqueiam o acesso a determinados sites. Hoje partilho umas mais “fofinhas” que não bloqueiam o acesso mas que tornam visível o tempo que já se passou num dia por exemplo no facebook.

Essa informação ajuda-nos a fazer escolhas mais conscientes do modo como usamos o tempo. É curioso que a consciência da passagem do tempo é muito relativa nestas coisas. Por vezes temos ideia de que foram “só 5 minutos” e na realidade já foram 20…e depois não sabemos para onde foi o tempo…

 

Cronometro para o Facebook (Chrome)

Esta extensão para o Chrome apresenta o tempo passado no Facebook num dia. Único defeito: se tiver o facebook aberto e estiver noutra tab vai continuar a contar. Se abrir uma nova tab com o facebook estando outra aberta, vai iniciar a contagem na segunda. Solução, fechar sempre […]

3 perguntas para poupar dinheiro

Confesso que um dos meus “guilty pleasures” é fazer compras online. Compro roupa, sapatos (sim, sapatos!), livros, comida, gadgets, aparelhos eletrónicos.

A tarefa de resistir à tentação não é fácil já que a internet “sabe” as minhas preferências e tenta-me com frequência mostrando-me as coisas que já vi e não comprei.

Muitos de nós têm essa tentação acabando por comprar por impulso, online ou nas lojas físicas, gastando mais dinheiro do que gostariam (e têm) em coisas sem as quais passavam bem.

A dificuldade, por vezes, é conscientemente dizermos “não, na realidade não preciso disto”.

Se por vezes sente dificuldade em fazer essa avaliação, proponho-lhe que sempre que sente a vontade de comprar algo, responda antes às perguntas seguintes. Se no fim as respostas não o convencerem, avança com a compra mas de um modo consciente.

Pergunta 1: Se não comprar isto, como é que a minha vida vai ser?

Às vezes parece que depois de ver aquilo não podemos viver sem isso. Seja o telemóvel mais recente ou um vestido ou outra peça de roupa, parece que depois de o adquirirmos a nossa vida vai mudar. E não vai (na grande maior parte das vezes não vai). Só que o entusiasmo do prazer da […]

Eventos e cursos para o primeiro trimestre de 2017