Despachar a tarefa ou resolver o problema?

O João trabalhava naquela empresa há muitos anos. Cumpria com aquilo que lhe pediam mas há uns tempos que andava a sentir-se injustiçado porque, apesar de ser dedicado, o colega Fernando, que estava há bem menos tempo na empresa, estava a ganhar mais do que ele.

Um dia achou que era o momento de mostrar essa insatisfação ao chefe e partilhou com ele essa observação. O chefe não deu muita importância e disse-lhe que podiam falar nisso mais tarde mas que agora precisava mesmo da ajuda dele com uma situação que queria resolver rapidamente.

Disse-lhe que nesse dia tinha uma vista de um grupo de 25 pessoas de uma empresa parceira e queria nesse evento servir fruta. Tinha pensado em maçãs e alguns bolos. Só pensou nisso nesse dia e não encomendou. Pediu ao João para ir à mercearia ao pé da empresa ver se tinham maças e bolos.

O João lá foi e voltou ao fim de 10 minutos e informou o chefe que tinham maçãs e bolos.

“E quanto custam?” perguntou o chefe.

“Isso não perguntei.” respondeu o João.

“E têm quantidade para hoje?” perguntou o chefe.

“Não sei.” respondeu o João.

O chefe ligou então para o Fernando e pediu-lhe a mesma coisa. O […]

Lembre-se do comportamento ou hábito que quer adotar

“Quero ser mais paciente e ouvir os outros”.

“Quero estar mais focado”.

“Gostava mesmo de me sentir tranquilo”.

“Quero fazer mais pausas ao longo do dia.”

“Quero estar mais consciente”.

“Quero beber mais água”.

Quero, gostava…e o dia passa e não fazemos!

Isso é muito natural porque na maior parte das vezes é difícil contrariar o piloto automático. Muitas vezes a dificuldade extra é que nos esquecemos destes nossos objetivos.

Tenho uma sugestão para si: crie uma frase ou palavra que o lembre do que deseja e defina-a como palavra passe para aceder ao seu computador. Assim, cada vez que se ligar vai-se lembrar. Quantas mais vezes se desligar e ligar (e basicamente se não o faz, devia sempre que sai de perto do seu computador), mais se vai lembrar.

Se achar que esse tipo de palavra passe é fraco porque tem de ter muitos números e símbolos esquisitos, descubra quantos anos são necessários para descobrir a sua palavra passe neste site.

Como resistir à tentação

Resposta rápida: remover a tentação.

Todos nós somos “tentados” no dia-a-dia por coisas que gostaríamos de conseguir evitar.

Alguns de nós são tentados por comida.

Outros por distrações.

Outros por comportamentos que não nos servem.

Resistir à tentação é difícil porque implica gastar energia.

Chamamos a esta energia FORÇA DE VONTADE. Muitos de nós acreditam que ter ou não força de vontade é uma característica inata e pessoal mas isso não é verdade.

De uma maneira muito simplista considere que, tal como a força muscular, a força de vontade se gasta ao longo do dia (como? quando se usa!) e pode ser fortalecida.

Mas hoje não quero falar-lhe de como fortalecer a força de vontade. Quero deixar-lhe a sugestão mais simples para nem ter de a usar (e gastar).

Se a tentação não existir é muito, muito, muito mais fácil não nos deixarmos seduzir por ela.

Remova as tentações do seu ambiente

Por exemplo, se tem dificuldade em resistir à tentação de doces a solução é nem os comprar. “Bolacha comprada, bolacha comida!”. (E se a desculpa é que precisa de ter estas coisas em casa por causa das crianças, aconselho-o a ver a reportagem “Somos aquilo que comemos”. )

Se tem dificuldade em resistir à tentação de […]

Fazer a tarefa ou resolver o problema?

São coisas diferentes.

Há dias fui visitar o meu pai ao hospital de Santa Marta em Lisboa e ele não estava na cama. Devia já ter voltado de um tratamento noutro hospital por volta das 14 horas e às 17 ainda não tinha aparecido. Perguntei a uma enfermeira pelo meu pai e respondeu-me que ainda não tinha voltado. Isso eu já sabia. Precisei de lhe pedir explicitamente para ver a que horas tinha saído, onde estava e a que horas era previsível voltar para ter uma resposta que me ajudasse.

Chegou depois das 19 horas (acontece com alguma frequência o serviço de transportes de doentes apresentar estes atrasos talvez porque seja mais importante escolher os fornecedores mais baratos sem garantir se têm capacidade de resposta mas isso era assunto para outro artigo e estou basicamente a especular).

Mas neste caso o foco da enfermeira foi visivelmente responder à minha pergunta (que foi mal formulada, aceito!) e não resolver o problema de saber onde estava um doente que aparentemente esteve fora desde as 8 da manhã sem almoço, dependente de outros para tudo.

Eu percebi que ela estava cansada, saturada. Talvez já passasse a hora de ir embora. No entanto, isso não é uma […]

A regra dos 15 segundos de elogio

Não consegui encontrar o estudo original para confirmar esta informação mas parece-me que vale a pena partilhá-la.

Quando elogiamos alguém é necessário fazê-lo durante 15 segundos consecutivos para que isso seja ouvido. Por outro lado, a crítica é assimilada de imediato.

A maior parte das pessoas não está habituada a ouvir elogios e por isso rejeita-os até com alguma desconfiança: “o que é que este quer?”.

Por isso, nos próximos tempos quando quiser elogiar alguém da sua família, um amigo, um colega ou até um desconhecido, cronometre 15 segundos para ser levado a sério. 🙂

Esqueça os objetivos para 2018

Com o fim do ano muitos começam a pensar e a definir os objetivos para o ano que aí vem. Somos bombardeados pela ideia de que é a única maneira de termos “sucesso” e, pior do que isso, de sermos felizes.

Depois do entusiasmo da definição dos objetivos vem muitas vezes a frustração. A frustração de não os conseguir alcançar. A frustração de olhar para o ano que passou e perceber que nada mudou. A frustração de viver num estado de quase-fracasso porque estamos sempre a correr para algo.

E há também a frustração de ao chegar lá, ao realizar o objetivo, percebermos que a satisfação não é assim tão duradoura.

Não estou a dizer que definirmos objetivos não é importante. Eles guiam-nos e dão-nos propósito mas o modo como muitos de nós estamos a lidar com isso, na prática, reduz a nossa probabilidade de os alcançarmos e, principalmente, de nos sentirmos satisfeitos.

Alguns especialistas defendem uma abordagem alternativa: em vez de definir objetivos defina um sistema.

Aristóteles dizia que “Nós somos o que repetidamente fazemos. A excelência não é uma ação mas um hábito”. E a ideia é mesmo essa. Se dermos pequenos passos sistematicamente, vamos sempre avançar.

Um sistema é um comportamento que […]

Sugestão de rotina para aprender e focar-se no que quer

Se pensa seriamente (mas só se for seriamente) em melhorar alguma área da sua vida, deixo-lhe a sugestão de começar a escrever um diário.

Muitos de nós quando pensam num diário, pensam no registo do que nos acontece no dia-a-dia mas não é necessariamente isso. Muitos escritores, cientistas, artistas e outros profissionais mantêm um diário como para os ajudar a refletir sobre o modo como estão/se sentem no mundo, explorar ideias e focarem-se nos resultados que pretendem.

Pensar escrevendo tem a capacidade quase mágica de clarificar e organizar os nossos pensamentos. A escrita remove blocos mentais, entretendo o hemisfério esquerdo e libertando o direito para nos conhecermos melhor, ao mundo à nossa volta e vermos caminhos ainda não explorados.

Alguns estudos sobre este tema sugerem que quem mantém um diário lida melhor com situações de stress, sente menos ansiedade, aumenta o foco e capacidades cognitivas.

Pode aproveitar o início do ano para criar a rotina de algo muito simples como por exemplo escrever no início do dia as coisas que quer realizar, ou como se quer sentir, ou focar.

Resumindo: quais são as suas intenções para esse dia que pode ser qualquer coisa tão simples como sentir-se tranquilo, energético ou realizar algo específico.

Quando trazemos […]

Porque é a função de diretor de obra difícil…

Muitos dos meus clientes são engenheiros e reconheço que, devido à natureza da função, em particular os diretores de obra são uma das funções da Engenharia em Portugal que enfrenta maiores dificuldades em conseguir responder aos objetivos dos projetos e simultaneamente manter um equilíbrio nas várias dimensões da sua vida. Neste artigo, vou falar sobre isso.

Comecei por tomar consciência desta realidade já há alguns anos no papel de cliente quando construí uma casa e, nos últimos anos, trabalhando com vários diretores de obra no âmbito de cursos e programas de coaching.

Por isso, nos últimos meses, tenho pensado sobre como posso ajudar especificamente este grupo de profissionais. A solução não passa só por capacitá-los em melhores estratégias de gestão de tempo porque as necessidades são bem mais profundas e, inclusive, algumas refletem problemas estruturais e culturais do mercado onde operam.

Quando a ideia de fazer um programa de treino direcionado a diretores de obra começou a surgir, senti a necessidade de consolidar a minha perceção das necessidades destes profissionais e por isso, além de um questionário online, falei com vários diretores de obra, diretores de produção e fiscais.

Comecei por pensar que a maior necessidade estava essencialmente relacionada com a gestão de […]

Ebook 5 reflexões sobre produtividade, motivação e liderança

Estou a preparar-me para compilar o e-book anual com alguns dos artigos do blog Objetivo Lua publicados em 2017.

Lembrei-me de partilhar o e-book “5 reflexões sobre produtividade, motivação e liderança” que publiquei com os artigos de 2016.

Espero que lhe seja útil. Boas leituras! 🙂

Descarregue aqui o ebook

Mais uma edição do curso online Treino da mente para gente ocupada

Porquê o treino da mente?

Já notou que nem sempre é fácil sermos capazes de estar conscientes dos nossos pensamentos, emoções e comportamentos?

Muitas das nossas respostas estão em piloto automático e nem sempre conseguimos ser capazes de manter o foco e a liberdade de escolha.

Isto aprende-se desenvolvendo uma mente focada no momento presente…o que se treina!

Esta capacidade é um dos fundamentos da inteligência emocional e tem impacto:

  • no desempenho profissional e
  • na nossa capacidade para lidar com o stress e ansiedade contribuindo para estados de tranquilidade, bem-estar e felicidade.

Como é que o treino da mente nos ajuda na nossa vida profissional e pessoal?

Neste curso vamos treinar técnicas de Mindfulness que nos ajudam em duas dimensões:

  • O treino da mente permite-nos alargar o espaço que existe entre um estímulo (por exemplo quando algo acontece ou alguém nos diz alguma coisa) e a nossa resposta já que passamos a ter uma consciência mais límpida do que acontece a cada momento. Ao alargar esse espaço, passamos a poder escolher mais facilmente uma resposta mais adequada à qual muitas vezes não conseguimos aceder já que estamos condicionados.
  • O treino da mente estimula o nosso sistema nervoso parassimpático que contribuí para a redução […]